Lei proíbe uso de telefone celular…

São Paulo passou a integrar a lista das cidades que proibiram o uso do celular no banco por questões de segurança. Ao todo, 700 fiscais da prefeitura vão percorrer as agências da cidade para verificar se a lei está sendo cumprida. O banco onde houver alguém usando celular pode ser multado em mais de R$ 2 mil. O objetivo é tentar impedir aquele golpe conhecido como “saidinha de banco”, que é o assalto na porta da agência. A ideia faz todo o sentido, pois os bandidos agem em dupla: um olha quem sai do banco com uma quantidade grande de dinheiro e avisa, por uma mensagem de texto ou por telefonema, outro bandido que está do lado de fora, para que o cliente seja abordado. Eduardo Camargo, secretário de coordenação das subprefeituras, órgão responsável pela fiscalização, fala sobre a lei em vigor em São Paulo. “Essa é uma das legislações que agregam, com a secretaria de segurança pública, o fator de sensação de segurança. Dentro desse princípio, atuarão 700 fiscais da prefeitura junto aos 15 milhões de usuários em São Paulo nas 2,4 mil agências bancárias da cidade”, explica o secretário. Segundo o Eduardo Camargo, os bancos são responsáveis pela fiscalização. “Eles são responsáveis e estão em contato com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que está positiva no sentido de adequar rapidamente a regulamentação. Independentemente disso, todos nós nos habituaremos a não utilizar celular dentro das agências”, lembrou o secretário.
Fonte: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/08/proibir-uso-de-celular-em-banco-nao-evita-roubos-diz-rodrigo-pimentel.html

Você pode gostar...